segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Realizado em São Paulo o VII Seminário “Estratégias para Redução de Riscos e Desastres a Eventos Geodinâmicos no Estado de São Paulo”

 Dr. Ricardo Vedovello e Dra. Patricia Iglecias
Tenente-Coronel PM Walter Nyakas Júnior, Coronel PM JOsé Roberto Rodrigues de Oliveira, Dra. Patricia Iglecias e Dr. Ricardo Vedovello

A Secretaria do Meio Ambiente, por meio do Instituto Geológico (IG) e a Casa Militar, por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC) realizaram nos dias 18 e 19 de novembro o VII Seminário “Estratégias para Redução de Riscos e Desastres a Eventos Geodinâmicos no Estado de São Paulo”.

Participaram da cerimônia de abertura do VII Seminário, a Secretária Estadual do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Patrícia Iglecias, o Secretário-Chefe da Casa Militar e Coordenador Estadual da Defesa Civil, Coronel PM José Roberto Rodrigues de Oliveira, o Prefeito de Itaoca Rafael Rodrigues de Camargo, o Diretor Geral do Instituto Geológico, Ricardo Vedovello, e o Diretor da Diretoria de Defesa Civil, do Estado de São Paulo o Tenente-Coronel PM Walter Nyakas Júnior.

Na solenidade de abertura houve a entrega do Relatório do Mapeamento de Risco ao Município de Itaoca. Este documento foi elaborado pelo Instituto Geológico, no âmbito do termo de Cooperação Técnica IG/CEDEC. Durante o evento a Secretária do Meio Ambiente, Dra Patrícia Iglecias e o Secretário Chefe da Casa Militar, Coronel PM José Roberto Rodrigues assinaram a renovação do Termo de Cooperação Técnica relativo a situações de risco geológico-geotécnico e avaliação de risco. A Secretária do Meio Ambiente também palestrou sobre Estratégias da Secretaria do Meio Ambiente para a COP21 e o Secretário da Casa Militar sobre Estratégias da Defesa Civil Estadual frente às novas políticas internacionais e nacionais de gestão de risco de desastres.

Na ocasião foram lançados produtos técnicos e educacionais voltados à aplicação na prevenção e na gestão de riscos dos desastres como: O lançamento do Mapa de Perigo de Escorregamento Planar e Inundação do Estado de São Paulo; lançamento das Unidades Homogêneas de Uso e Cobertura da Terra UHCT do Estado de São Paulo; Coleção Geonatural nº3 “Você sabe o que é Erosão Continental”.

Com o objetivo de avaliar as estratégias, e ações de redução de risco e desastres em níveis local, estadual e nacional desenvolvidas em 2015, foram abordados ainda durante o evento: os Planos Estadual e Nacional de Adaptação às Mudanças Climáticas; a gestão de risco de desastre no Setor de Logística e Transporte; balanço das ações dos Estados do Rio de Janeiro, Paraná e São Paulo, por meio dos respectivos órgãos setoriais de geologia, DRM, MINEROPAR, Instituto Geológico e IPT e no nível nacional as ações do Serviço Geológico Nacional – CPRM; a visão da Defesa Civil e da mídia sobre os avanços e dificuldades no uso dos instrumentos de análise e mapeamento de risco e a experiência do Grupo “Armando o Barranco” com comunidades em áreas de risco geológico.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Instituto Geológico no VI Simpósio de Restauração Ecológica

Mesa de abertura

O Instituto Geológico (IG) participou com estande de divulgação e distribuição de publicações institucionais no “VI Simpósio de Restauração Ecológica”, ocorrido de 11 a 13 de novembro de 2015 no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center localizado na zona sul da cidade.

Com o tema central “Novos Rumos e Perspectivas” o objetivo do simpósio foi promover discussões sobre as tendências das políticas públicas a serem adotadas, mas sempre com base na pesquisa científica e nos processos socioambientais, cumprindo a legislação ambiental e as metas já estabelecidas.

O Diretor Geral do Instituto Geológico Dr. Ricardo Vedovello participou da cerimônia de abertura do evento juntamente com os Pesquisadores Científicos Rosângela Amaral e Renato Tavares.

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Instituto Geológico participa do 14º Simpósio de Geologia do Sudeste em Campos do Jordão





Entre os dias 26 a 29 de outubro de 2015 a Sociedade Brasileira de Geologia (SBG) promoveu o 14º Simpósio de Geologia do Sudeste (SBG), o 8º do Cretáceo do Brasil e o VI Simpósio Nacional de Ensino e Histórias de Ciências da Terra (EnsinoGeo) em Campos do Jordão.

O Simpósio teve como tema central “A Importância dos Recursos Naturais na Economia Brasileira”, e contou com sessões técnicas nas áreas de: Bacias Sedimentares, Recursos Minerais e Hidrocarbonetos, Geotectônica e Evolução Crustal, Geodinâmica do Cenozoico, Geotecnologias, Ensino e Divulgação em Geociências e Geociências Aplicadas e Ambientais.

O Instituto Geológico (IG) apoiou a realização do evento, organizando e participando de mesas redondas, comissão científica, coordenação de sessões técnicas, apresentações de trabalhos e com estande de divulgação, onde foram distribuídas publicações desenvolvidas na Instituição com resultados de trabalhos realizados pelos pesquisadores e técnicos.

O pesquisador William Sallun Filho participou da comissão científica e da coordenação da Sessão Técnica 4 - Geodinâmica do Cenozóico, e a pesquisadora Lídia Keiko Tominaga coordenou a Sessão Técnica 7 - Geociências Aplicadas e Ambientais, além de apresentarem trabalhos.

Durante o evento o Diretor Geral do Instituto Geológico (IG) Ricardo Vedovello coordenou a Mesa Redonda: “Contexto atual da gestão de riscos de desastres no Estado de São Paulo”, Dr. Vedovello representou a Secretária do Meio Ambiente Dra. Patrícia Iglecias na ocasião. A mesa contou ainda com a participação do Secretário-Chefe da Casa Militar e Coordenador Estadual de Defesa Civil Cel. José Roberto Rodrigues de Oliveira; do Prefeito de Campos do Jordão Sr. Frederico Guidoni Scaranello; do Especialista Ambiental do Instituto Geológico Eduardo de Andrade e da Geóloga do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) Dra. Andrea Fregolente Lazaretti.

Ao todo foram apresentados 13 trabalhos científicos entre posteres e apresentações orais que envolveram cerca de 20 profissionais do Instituto Geológico (IG) entre pesquisadores e técnicos e em alguns casos, os trabalhos contaram com a parceria de outros profissionais de instituições de pesquisa e ensino.

O público presente foi cerca de 400 participantes da área de Geociências, entre pesquisadores, profissionais e estudantes de graduação e de pós-graduação, além de profissionais de ensino.