sexta-feira, 11 de março de 2016

Técnicos do Instituto Geológico estão realizando vistorias nas áreas atingidas pelas fortes chuvas na Região Metropolitana de São Paulo

Base de operações improvisada pela CEDEC

Na manhã desta sexta feira (11/03/2016) o Instituto Geológico foi acionado pela Defesa Civil Estadual (CEDEC) para auxiliar no atendimento emergencial de municípios da Região Metropolitana de São Paulo que sofreram acidentes de escorregamentos em áreas de risco devido aos elevados acumulados pluviométricos ocorridos desde o dia de ontem (10/03/2016).

Devido a gravidade da situação a CEDEC montou uma base na Escola Superior do Corpo de Bombeiros em Franco da Rocha visando gerenciar a situação crítica instalada (foto).

Neste momento 3 equipes de técnicos do IG estão acompanhando os trabalhos da CEDEC, fazendo vistorias técnicas nas áreas de risco de Francisco Morato, Franco da Rocha e Mairiporã. Estas vistorias implicam em fazer a avaliação das áreas críticas indicadas pelas Defesas Civis Municipais (COMDECS) de forma a propor a interdição de moradias em risco iminente com necessidade de remoção de moradores. Esta atuação tem por objetivo principal preservar a vida dos moradores.

Previsão metorológica (Fonte: SOMAR Meteorologia)

Nesta sexta-feira (11/03/2016), um sistema frontal avança pelo Sudeste lentamente, organizando chuvas a qualquer hora do dia entre o leste de São Paulo, grande parte de Minas Gerais e também do Rio de Janeiro. A chuva vem com maior volume entre a Região Metropolitana de São Paulo e o Vale do Paraíba, algo que aumenta o potencial para transtornos, como alagamentos. Além disso, por conta do excesso de nuvens as temperaturas não conseguem subir tanto e há até sensação de frio em algumas áreas.

No sábado (12/03/2016), a umidade da Amazônia continua gerando chuva sobre o Sudeste e a área preferencial para chuva migra para o Rio de Janeiro, Minas Gerais, leste paulista e sul do Espírito Santo. Atenção para a chuva mais pesada na região de Belo Horizonte. Por outro lado, em grande parte de São Paulo, o avanço de uma massa de ar mais frio e seco já deixa o tempo mais firme e com variação de nuvens em grande parte das cidades. Apenas entre o litoral e Grande São Paulo é que pode ter uma ou outra chuva rápida, mas com períodos de melhoria. Além disso, as temperaturas mínimas da madrugada caem em grande parte dos municípios e, no alto da Serra da Mantiqueira, os termômetros se aproximam dos 10ºC pela manhã. À tarde, o calor retorna.

terça-feira, 1 de março de 2016

Pesquisador do Instituto Geológico ministra minicurso durante o XX EPELEO

Dr. William Sallun Filho durante o minicurso

O Instituto Geológico (IG) participou do XX EPELEO – 20º Encontro Paulista de Espeleologia, que foi realizado na cidade de Rio Claro entre os dias 25 e 28 de fevereiro de 2016 no Campus da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP.

O XX EPELEO é um tradicional evento regional, realizado pela Sociedade Brasileira de Espeleologia tendo como objetivo principal a integração e a troca de experiência entre os grupos de espeleologia e a abordagem multidisciplinar entre os estudos físicos no subterrâneo e sua relação com culturas e a biodiversidade.

O pesquisador Dr. William Sallun Filho do Instituto Geológico ministrou no dia 25/02/2016 o minicurso “Gênese das cavernas em rochas siliciclásticas”.

O IG esteve presente com divulgação e distribuição de materiais científicos e publicações desenvolvidas pela instituição.